Dia do trabalho

30 de Abr de 2022

Terra Seca (Ary Barroso)

O nego tá moiado de suó
Trabaia, trabaia nego
Trabaia, trabaia nego
As mãos do nego tá que é calo só
Trabaia, trabaia nego
Trabaia, trabaia nego
Ai, “meu sinhô”, nego tá veio
Não aguenta!
Essa terra tão dura, tão seca, poeirenta…
Trabaia, trabaia nego
Trabaia, trabaia nego
O nego pede licença pra falá
Trabaia, trabaia nego
O nego não pode mais trabaiá
Quando o nego chegou por aqui
Era mais vivo e ligeiro que o saci
Varava estes rios, estas matas, estes campos sem fim
Nego era moço, e a vida, um brinquedo prá mim
Mas o tempo passou
Essa terra secou… ô ô
A velhice chegou e o brinquedo quebrou…
Sinhô, nego veio tem pena de ter-se acabado
Sinhô, nego veio carrega este corpo cansado

Somente assinantes podem enviar comentários.

Assine agora!

Já tem uma assinatura? Entre!

LC, o Quartelmestre

Também conhecido como Luiz Cláudio Silveira Duarte. Escritor, poeta, pesquisador, jogador, polímata, filômata... está bom para começar.