featured file

Nuvens na alma

22 de Nov de 2022

Minh’alma tem nuvens
Às vezes esparsas
Polindo a Lua
Molduras de estrelas
Sonhando com belas

Em dias de chuva
Empresto ao céu
As águas que choro
Alegres ou tristes
E rego as flores

Há dias de choques
Trovões e faíscas
Despertam temor
Inflamam saber
Ou mesmo tesão

Sou eu nestas nuvens
Mudança constante
Mas nuvens se vão
Se formam e chovem
Semeio jardins
Lançando no chão
As águas e flores
Tristezas, amores
Palavras, carinhos
Serenos, vapores
Que sobem aos céus
As nuvens formando
E vou pelo vento
A Lua beijar.

Somente assinantes podem enviar comentários.

Assine agora!

Já tem uma assinatura? Entre!

LC, o Quartelmestre

Também conhecido como Luiz Cláudio Silveira Duarte. Escritor, poeta, pesquisador, jogador, polímata, filômata... está bom para começar.