Queimando

2 de Mai de 2023

Os olhos que brilham
No rosto de luz
Sorriso moldado
Por lábios rosados
Que inda não beijei
A pele macia
Eu já carinhei
Mas não como quero
Mas não como sonho
Carinhos que tornam
Abraços gentis
Amassos febris
Beijinhos suaves
Lambidas de ardor
Anseios e sonhos
Em seios desnudos
Em gemidos mudos
Em pele tão quente
Que queima o pudor
Revela o amor

Somente assinantes podem enviar comentários.

Assine agora!

Já tem uma assinatura? Entre!

LC, o Quartelmestre

Também conhecido como Luiz Cláudio Silveira Duarte. Escritor, poeta, pesquisador, jogador, polímata, filômata... está bom para começar.