Saudades de minha terra

20 de Mai de 2023

Não estou na minha terra
Vim de uma mais gentil
Lugar de gente que ama
De passeios sob a Lua
De abraços no jardim
E de beijos na areia

Mas aqui há desamor
Há maldade e temor
Muito vejo, sinto a dor
De um povo sofredor

O que trago? Minha arte…
Fui treinada para dar
Menos gestos que palavras
Mais perguntas que respostas
Em sessões e reuniões

Onde guardo minha dor?
Onde busco mais calor?
Em abraços e sorrisos
Noutras artes que improviso
No carinho que me cerca

Mas inda sinto saudade
Do luar da minha terra
De um beijo na areia
De um abraço sem fim

Somente assinantes podem enviar comentários.

Assine agora!

Já tem uma assinatura? Entre!

LC, o Quartelmestre

Também conhecido como Luiz Cláudio Silveira Duarte. Escritor, poeta, pesquisador, jogador, polímata, filômata... está bom para começar.