De longe

9 de Jun de 2023

Há dias que sinto
Ou mesmo pressinto
As raivas e dores
Que ferem amores
Tristeza, cansaço
Da alma e do braço

De longe, bem sei
Não cabem carinhos
Ou beijos e abraço

Então mando sonhos
Anseios, desejos
Lembranças alegres
– piadas, nem tanto!

Não quero calar
E nem resolver
Problemas ou pranto
Mas não vou perder
A chance de amar.

Somente assinantes podem enviar comentários.

Assine agora!

Já tem uma assinatura? Entre!

LC, o Quartelmestre

Também conhecido como Luiz Cláudio Silveira Duarte. Escritor, poeta, pesquisador, jogador, polímata, filômata... está bom para começar.