Sabores e cores

2 de Set de 2023

há tantos sabores
que quero aprender
são tantas as cores
que quero causar

provar seu pescoço
sentir o frescor
banhado de luz
lamber o rubor
que tanto seduz

os lábios beijar
a língua entrar
brincar, explorar
borrar seu batom
fazer arquejar

os dentes, de leve
fazendo eriçar
os cumes febris
dos montes macios
de róseo matiz

que gosto terão
as curvas sutis
da bela cintura?
a cor eu conheço
já vi e desejo

atrás vou morder
mas não mais suave
eu quero deixar
as marcas do amor
primeira, segunda

as pernas afasto
me meto no meio
a boca primeiro
já sinto o cheiro
já muda a cor

que chama meus lábios
que pinga deleite
que sorvo, ardente
agora vou ver
a cor do prazer

Somente assinantes podem enviar comentários.

Assine agora!

Já tem uma assinatura? Entre!

LC, o Quartelmestre

Também conhecido como Luiz Cláudio Silveira Duarte. Escritor, poeta, pesquisador, jogador, polímata, filômata... está bom para começar.