Borboleta

15 de Set de 2023

As asas vistosas
Nas plantas viçosas
Em cores floris.

Uma flor singela
Se mostra à bela
Com versos gentis.

Será que a encanto?
Trará ao meu canto
Sorrisos sutis?

Se vem, aproveito
E bem me deleito
Com beijos febris!

Mas não se demora
É logo a hora
Não posso querer
Tolher ou prender
Quem voa feliz.

Somente assinantes podem enviar comentários.

Assine agora!

Já tem uma assinatura? Entre!

LC, o Quartelmestre

Também conhecido como Luiz Cláudio Silveira Duarte. Escritor, poeta, pesquisador, jogador, polímata, filômata... está bom para começar.