Beijos de cozinha

Inebriado, encantado, nunca saciado.

https://quartelmestre.com/poesia/beijos-de-cozinha/

    um pouco de chuva
    um pouco de vinho
    e muito de ti
    esqueço a comida
    e me inebrio
    meus braços te colhem
    delírios de amor
    teus lábios me bebem
    delícias de ardor
    eu fecho meus olhos
    sentindo prazer
    e logo os abro
    preciso te ver
    doce indecisão
    as roupas se vão
    largadas no chão
    crescendo o tesão
    criamos paixão


2024 Luiz Cláudio Silveira Duarte https://quartelmestre.com
O conteúdo destas páginas pode ser utilizado conforme os termos da licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.