Cafuné

https://quartelmestre.com/poesia/cafune/

    Dedos tocam, falam
    Línguas de amor
    Gestos de carinho
    Encantam meu sono
    Despertam meus sonhos
    Calentam minh'alma
    Se fazem memórias
    Põem marcas profundas
    Que encho co'as águas
    Dos olhos de mar
    Que beijam luar.


2024 Luiz Cláudio Silveira Duarte https://quartelmestre.com
O conteúdo destas páginas pode ser utilizado conforme os termos da licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.