Fugindo ao silêncio

Com versos, me liberto.

https://quartelmestre.com/poesia/fugindo-ao-silencio/

    aprendi a ser ousado
    passei tempo num deserto
    por silêncio castigado
    com os versos me liberto
    me permito ser safado
    fantasio, sigo incerto
    nunca mais aprisionado
    dos meus sonhos não desperto
    se te amar é errado
    não quero mais estar certo


2024 Luiz Cláudio Silveira Duarte https://quartelmestre.com
O conteúdo destas páginas pode ser utilizado conforme os termos da licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.