Leito e luar

Lua de amantes.

https://quartelmestre.com/poesia/leito-e-luar/

    A noite vai alta
    A Lua escondida
    Por nuvens escuras
    Às vezes espia
    Parece esperar
    Momento de vir
    De novo brilhar

    A maré vai baixa
    Com leves marolas
    Que mal se percebem
    O leito de areia
    Parece esperar
    Talvez pressentir
    Alguém p'ra deitar

    Os passos alegres
    São ecos gentis
    De olhares sutis
    De sonhos febris
    Agora é a hora
    Demandam a praia
    Procuram o leito
    Ali vão amar

    A cúmplice Lua
    Já pode brilhar
    Areia macia
    Já pode acolher
    Aqui estão eles
    Descobrem, exploram
    Se beijam, se tocam
    É hora do amor


2024 Luiz Cláudio Silveira Duarte https://quartelmestre.com
O conteúdo destas páginas pode ser utilizado conforme os termos da licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.