Lembranças de Confúcio

https://quartelmestre.com/poesia/lembrancas-de-confucio/

    Espantado, via
    Quem lê; achava-o sábio.
    Chamou-o Confúcio.

Memória avivada por uma querida amiga… Já não lembro o nome do colega que me deu o apelido Confúcio. Mas lembro da situação. Primeiro dia de aula da quinta série, primeira aula de Português, com a professora Sônia. O primeiro texto do livro era uma história sobre Confúcio.

Acabada a leitura do texto, um dos colegas perguntou à professora quem era aquele Confúcio, e ela explicou que tinha sido um homem muito sábio. O colega falou “ah, então era igual àquele menino lá atrás, que está sempre lendo”.



2024 Luiz Cláudio Silveira Duarte https://quartelmestre.com
O conteúdo destas páginas pode ser utilizado conforme os termos da licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.