Massagem

O doce calor de uma massagem.

https://quartelmestre.com/poesia/massagem/

    você distraída
    eu chego por trás
    as mãos sobre os ombros
    em leve massagem
    afasto as mechas
    eu sinto o cheiro
    de sol e de mar
    um rápido beijo
    e quase tonteio
    com forte desejo
    agora deslizo
    vou subindo as mãos
    relaxo o pescoço
    sentindo o calor
    você se inclina
    não sei se autoriza
    ou mesmo se pede
    mas beijo os cabelos
    de novo e de novo
    o mundo calou
    o tempo parou
    estou nos meus dedos
    mergulho em você


2024 Luiz Cláudio Silveira Duarte https://quartelmestre.com
O conteúdo destas páginas pode ser utilizado conforme os termos da licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.