Êxtase

Buscando a pequena morte.

https://quartelmestre.com/poesia/extase/

    Você inda arqueja
    Senti que foi forte
    Quando me apertou
    Levanto o rosto
    Com sua delícia
    Estou lambuzado
    Mas não saciado
    As pernas relaxam
    Suave as afasto
    Seus olhos me chamam
    Os braços convidam
    Eu subo beijando
    E vou me encaixando
    Também lambuzada
    Mas não saciada
    Você suspirando
    Com pernas e braços
    Eu sou abraçado
    A mesma fartura
    Que adoça meus lábios
    Também sinto agora
    No membro apertado
    Movemos unidos
    A boca em meu peito
    Em leve morder
    Causamos gemidos
    Nos damos prazer
    Buscamos, transidos
    A pequena morte
    Esplêndida sorte
    Me perco em seus braços
    Me encontro em você


2024 Luiz Cláudio Silveira Duarte https://quartelmestre.com
O conteúdo destas páginas pode ser utilizado conforme os termos da licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.