Mel e fel

https://quartelmestre.com/poesia/mel-e-fel/

    Escrevo, vertendo
    As dores e risos
    Ideias e sonhos
    Anseios e medos
    Escrevo, dou forma
    Ao mundo que crio
    Ao mundo que vejo
    Com tudo que penso
    Com tudo que sinto
    Que sei? Já não lembro
    Se vi numa foto
    Agora sumida
    Ou se dei um beijo
    De amor e de mel
    Se vi um esgar
    De fúria e de fel
    Comigo está tudo
    Confuso, mexido
    Mas tudo me faz
    Assim eu escrevo
    Memórias criando
    Forjando porvir


2024 Luiz Cláudio Silveira Duarte https://quartelmestre.com
O conteúdo destas páginas pode ser utilizado conforme os termos da licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.