No escuro

Amores na madrugada.

https://quartelmestre.com/poesia/no-escuro/

    acordo contente
    ainda no escuro
    nesta noite quente
    à frente, suave
    a bela se cobre
    com leve lençol
    também pudera!
    depois do calor
    que juntos criamos
    depois do ardor
    que nós insuflamos
    depois da paixão
    que nós atiçamos
    (mas segue o tesão,
    não nos saciamos!)
    entendo seu frio
    mas sua coberta
    não é suficiente
    pra se aquecer
    precisa arder
    em corpo e mente
    não faço rogado
    me sinto crescer
    o corpo encaixado
    o beijo roçado
    exploro safado
    e logo consigo
    o olhar desejado
    o sorriso amado
    o beijo trocado
    e ela se abre
    pra me receber


2024 Luiz Cláudio Silveira Duarte https://quartelmestre.com
O conteúdo destas páginas pode ser utilizado conforme os termos da licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.